AO CÉU!

Chora céu, que tuas lágrimas animam a terra seca, refazem a vida e a coragem, trazem o verde à ramagem, benfazeja esperança de colheita.

Chora céu, quero de volta o calmo frescor do sereno na redondeza da cabana em que moro, louvo-te e adoro toda tua beleza.

Chora céu, pra amanhã poder ver às campinas o reluzir revivido das flores, repletas de cores, colibris e sabiás a cantar a vida.

Chora céu, tu és imponente, grande e evidente mistério; estamos à tua mercê, ajuda-nos mesmo sem merecer!

Comentários

Postagens mais visitadas