TORMENTO

Por fora tento ser frio como se não ligasse pra nada,
Mas, por dentro do peito, estou inflamado de paixão.
Nem mesmo desconfia do que sinto por você;
Já me acostumei com o frio, o escuro e a solidão.

Tento pensar de modo um pouco mais otimista;
Tento imaginar você ao meu lado me dando atenção e amor,
Entretanto uma voz parece gritar em meus ouvidos
Que nunca sentirei seu cheiro, carinho ou calor.

A solidão que sinto parece nunca ter fim!
Tenho a certeza de que esse amor jamais será correspondido!
Certeza essa que afoga a minh'alma;
Certeza essa que me deixa triste e abatido.

Por Kelvis Albuquerque, estudante coreauense, mais uma descoberta da APL.

Comentários

Postagens mais visitadas