NO DIA DA MUDANÇA

No dia em que o sol brilhar
e iluminar um mundo de iguais
não de "mesmos" [jamais]
poderei dizer que há justiça
e aí olharemos uns aos outros
frente a frente, não de cima
e a fome será uma palavra esquecida
a ambição totalmente excluída
isto é, aquela que destrói
eia a utopia de quem vive a lutar
um caminho, e não ilusão
porque iludido, saiba, é aquele
que inerte espera a mudança
vinda do nada.

Comentários

Postagens mais visitadas