AOS MÁRTIRES DO POVO


Meu irmão, tu já fostes tão cedo.
Dá-me um medo de ver se acabar
Tudo o que nesta terra fizeste.
Resumiste tua vida em lutar.

E se hoje seguimos rumando
Estes sonhos que vimos nascendo,
É porque, saiba, cremos num mundo
De esperança e de paz florescendo.

Não morreste. O exemplo nos segue,
Sempre que nossas forças unimos.
E cantamos um canto insistente:
Nosso amor é do que nos munimos!

Esteja conosco, ó mártir e companheiro!

Comentários

Postagens mais visitadas